sexta-feira, 3 de julho de 2015

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte | Assessoria de Imprensa
03.07.15

Comissão entrega ao governador relatório sobre concursados da PM

Crédito da foto: João Gilberto

Em reunião no final da tarde desta quinta-feira (2), o deputado estadual Álvaro Dias (PMDB), que preside a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, entregou um documento ao governador Robinson Faria (PSD) sugerindo que seja considerado nulo o exame psicológico no concurso da Polícia Militar que reprovou todos os participantes no psicoteste.

O documento apresentado tem por base o relatório do psiquiatra Ricardo Silva Oliveira, que avaliou os 824 aprovados no concurso, tendo considerado todos aptos para o ingresso na Polícia Militar, com exceção de apenas 28 candidatos.

“Estamos aqui enquanto Presidente da Comissão de Saúde para entregar ao governador o laudo emitido pelo psiquiatra Ricardo Silva que avaliou um por um concursado da PM e chegou à conclusão que apenas 28 possam manifestar indícios de alteração de comportamento e ou personalidade, que podem sugerir a existência de transtorno mental ou vulnerabilidade aumentada a algum transtorno mental”, afirmou Álvaro Dias.

O parlamentar explicou ao governador e aos demais presentes que o psiquiatra Ricardo Silva afirmou que mesmo com as ressalvas das entrevistas psiquiátricas desses candidatos, por se tratar de indício, não era possível considerá-los inaptos, no momento da avaliação.

Sensível ao problema, Robinson Faria (PSD) recebeu o laudo e pediu celeridade ao Procurador Geral do Estado, Francisco Wilke Rebouças, também presente na ocasião. “Com esse documento, a Procuradoria pode tomar as providências cabíveis e necessárias para resolver esta situação o quanto antes”, declarou o Robinson.

O procurador prometeu empenho e disse que irá se debruçar neste laudo apresentado pela Comissão da Casa Legislativa. “Prometo o máximo de celeridade, pois há um interesse do Governo e da população em resolver essa questão quanto antes. Agradeço aos deputados aqui presentes pela iniciativa e pela transparência. Precisamos estar todos absolutamente amparados pela lei”, concluiu o procurador.

O líder do Governo na Casa Legislativa, Fernando Mineiro (PT), diz acreditar que “esse é o documento que precisava chegar para anular a reprovação dos candidatos e fazer valer a convocação dos concursados".

A reunião contou ainda com a participação dos Deputados Souza Neto (PHS) e Gustavo Carvalho (PROS), que parabenizou o trabalho realizado pela Comissão da Assembleia e reiterou o pedido ao governador Robinson Faria.

“Acredito que o governo vai tomar as providencias burocráticas necessárias para dar a esses concursados a oportunidade de reforçar os quadros da segurança pública do Estado e devolver a segurança à população”, disse o parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário