quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Elucidação do assassinato do empresário de Santa Cruz/RN pode causar surpresas.



unnamed_555555Giba (de camisa amarela), o deputado João Maia e o gerente Arilsom.

Dois delegados (um civil e um militar) estão apurando o assassinato  do empresário Gilberto Adriano da Silva, 63, "Giba", ocorrido na manhã do dia 13 passado, na feira livre de Santa Cruz, praticado por dois homens de "cara limpa", que chegaram ao escritório da vítima numa motocicleta que, segundo informações, para "uma conversa particular com Giba, que mandou dois funcionários se retirarem para não ouvirem a conversa". O matador está foragido porque foi reconhecido por uma mulher, assim como o homem que alugou as armas em Parnamirim para os "pistoleiros". O alugador de pistolas, revólveres e espingardas seria bastante conhecido no mundo do crime e residiria na periferia de Parnamirim. As polícias estão no seu encalço, segundo informações colhidas ontem, 23.  O crime não foi tentativa de assalto, mas de encomenda ou uma tentativa de sequestro de Giba, já que era um comerciante de couros que não temia andar com muito dinheiro nos bolsos ou "contar dinheiro no meio da rua".
"Tudo começou com uma discussão boba com um vendedor de do raivinhas. Como ele era um homem muito extrovertido, gostava de beber e falar demais. Realmente, apareceu esse vendedor de raivas, pessoa da cidade, conhecido, e ofereceu as raivinhas. Giba teria dito: "tás roubando, cara? Ali tem um cara que vende 3 por cinco reais". O vendedor não gostou e foi embora, dizendo que voltaria para acertar as contas com ele. O rapaz retornou dias depois, falou com Giba, este mandou os funcionários se afastarem, e o sujeito sacou a arma e efetuou o primeiro disparo no umbigo e o segundo na virilha, ferindo-o mortalmente,pois causou hemorragia", disse Adalberto Ariano , advogado e irmão de "Giba".
A morte do empresário Gilberto Adriano da Silva foi o 3º homicídio praticado em Santa Cruz em 2016, mas no mesmo ocorreu mais um assassinato. Segundo o sr. Raimundo Adriano da Silva, tio de Giba, Santa Cruz se tornou uma cidade muito violenta, sem igual a épocas passadas.
Segundo foi colhido hoje, 24, a elucidação do crime provocará uma verdadeira "bomba" em Santa Cruz, pois as surpresas estão aparecendo no decorrer das investigações policiais.