sábado, 23 de abril de 2016

Bar de Toinho Bigode foi assaltado.

Na onda de assaltos que ressaca sobre Natal, o bar de Bigode, na rua Trajano Murta, em Candelária, foi um dos últimos: o arrastão não foi do mar, mas de dois delinquentes, às 19 horas de ontem. Os  pivetes chegaram a pé, isto é, de pés no chão, armados (não há certeza de que portavam armas de fogo ou de brinquedo) e anunciaram o assalto, mas ninguém reagiu (quem é doido?) e levaram os pertences dos clientes e o carro do dr. Rosendo que, habitué do pedaço, manteve a tranquilidade e o silêncio. Estava comemorando o seu aniversário, Manoel Rego, o popular "Mané Dentinho", que tomava a décima dose de pinga (não confundir com pisa na fulô) e tremeu nas bases quando o ladrão tentou arrancar a sua camisa nova de aniversariante, segundo as fontes.
Segundo Jeová, amigo e cliente do bar de Toinho Bigode, foi um arrastão inusitado porque não houve violência, isto é, gritaria ou cano de revólver no pé do ouvido de ninguém. Só prejuízos materiais e financeiros. Até agora, 19h06m, não se sabe se o carro de Rosendo foi encontrado.
O que se sabe, segundo Chico Barros, que não viu o assalto de ontem, 22, é que teria ocorrido outro assalto por volta de 17 horas de hoje, nas imediações da rua Princesa Leopoldina com a rua do Bar de Niel, também chamado de Bar da Lombada ( nada de lombo de ninguém, mas da lombada colocada quase na frente do bar da confraria dos apreciadores de "mé").
Na semana passada, foi assaltado o Bar do Violão, por cinco ladrões do morro de Mãe Luíza. O carro de Welington foi levado e achado com oa pivetes em Mãe Luíza.


Um comentário:

  1. Grande Proletra: Ninguém pode mais tomar umas e outras nos bares da vida. O que fazer?

    ResponderExcluir