domingo, 9 de outubro de 2016

UFRN adere à Rede Memorial do Nordeste

Marina Gadelha/Sirleide Pereira – ASCOM – Reitoria/UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é a nova participante da Rede Memorial do Nordeste, que promove a cooperação entre instituições para preservar e garantir o acesso ao patrimônio memorial e às informações de interesse histórico. A adesão foi anunciada pela reitora da UFRN, Angela Maria Paiva Cruz, em reunião na última quinta-feira, 06, com representantes da Rede Memorial e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), além da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e do Núcleo de Arte e Cultura (NAC) da UFRN.

Como integrante da Rede, a universidade deve seguir os princípios e compromissos para a digitalização de acervos memoriais, entre eles o acesso aberto, público e gratuito dos acervos sob sua custódia. “A UFRN pode agregar forças com outras instituições de ensino para preservar a memória do nosso País. Se houver essa articulação, a preservação cultural, histórica e artística brasileira ganhará impulso”, afirma o coordenador regional da Rede, professor Marcos Galindo, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Na ocasião, a reitora se comprometeu a buscar outras adesões à Rede Memorial e ainda articulou novas parcerias no campo audiovisual com o gerente de relacionamento da RNP, Álvaro Malaguti, em cumprimento ao programa de Cinema e Audiovisual inserido no Plano de Cultura da UFRN.

Acervos e projetos
angelicahipolito@tvpontanegra.com.br
angelicahipolito71@gmail.com

Com recursos do BNDES e do Banco do Nordeste, a Rede Memorial do Nordeste compartilha informação de forma harmônica entre indivíduos de diferentes regiões, beneficiando a todos. A adesão à Rede Memorial do Nordeste habilita a UFRN a receber recursos públicos voltados para a organização de sua memória social, por meio de digitalização de acervos de imagem e som, arquivos documentais, acervos museológicos e outros.

Entre os grandes acervos pertencentes e/ou sob guarda da UFRN constam o do Museu Câmara Cascudo (MCC), o do Museu do Seridó, no CERES Caicó, o do Núcleo Tecnológico da Seca (NUTSECA), a massa documental do Arquivo Geral, da TVU e de outros.
Visualizar foto na mensagem
Área de anexos