sábado, 11 de março de 2017

Filhos de Candelária não encontraram apoio popular na tarde de hoje.

A chapa Filhos da Candelária,  na tarde de hoje, fizeram um agito defronte a Escola Walfredo Gurgel,   mas não conseguiram adesivar os carros que passavam na rua Bento Gonçalves. Motivo:  ninguém quis parar para abrir os carros para  os neófitos da política  comunitária.  Pifou o "comício " programado pelos Filhos.
Eles pegaram carona na concentração dos evangélicos da Assembleia  de Deus do RN/ Alecrim, pelo dia internacional da mulher, na tenda armada em frente ao Walfredo Gurgel.
Depois que os evangélicos foram, no inicio da tarde, os Filhos se juntaram e fizeram zuada, mas poucos pessoas pararam para saber do que se tratava e zarparam. Fiasco total. Depois o grupinho foram tomar imas gelas na calçada ds rua marechal Rondon.  Leon, Junior, Michel, Leonardão, Elielson e outros parceiros da chapas estiveram animados e conversaram sobre o "agito" da tarde de hoje,11.
Essa turma jovem vai dar trabalho aos "Pais de Candelária", como são chamados os integrantes da chapa "Reviver Candelária", todos jovens também. Já chapa de João Neto, a "Transparência" vai sofrer com esses meninos. Vai ser uma sofrência para Netão, que já está pedindo votos e visitando casas. Se Netão não fizer acordo com a chapa de Marcus Vinicius, ele poderá se aliar aos "Filhos de Candelária" que num detalhe físico , Netão se assemelha com vários "filhos", isto é, são pesos pesados. Parece que Michel é o menos pesado. rrsrsrs
 A estratégia de Marcus Vinicius Pereira é outra.



Exibindo IMG-20170311-WA0065.jpg
Foto do grupo Filhos de Candelária - cedida 

Mas será que eles já sabem que o padre Julio César estaria irredutível no apoio  à chapa do Segue-me?
Vai mesmo apoiar a chapa católica, sem os crentes no meio.
Os evangélicos fizeram uma organizada panfletagem na rua Bento Gonçalves e  um culto na calçada da escola estadual.Dois pequenos panfletos foram distribuídos, sendo um sobre o Dia Internacional da Mulher e outro a respeito do que chamaram de "Raiz da Corrupção".






Foto do grupo Filhos de Candelária - cedida