domingo, 9 de abril de 2017

Marcus Vinicius, da Chapa 3 pedirá a impugnação da Chapa 02. Motivo: irregularidades no CONACAN.

A campanha "eleitoral" para a presidência do Conselho Diretor do CONACAN pode pegar "fogo". Motivos: 1)  a suprema Comissão Eleitoral, onde impera o seu presidente,Tercio Tinoco, não divulgou os registros das três chapas e os seus 64 integrantes; 2 ) a Ata da Assembleia Ordinária, realizada no dia 26 passada, não publicada. E mais: foram atrás da ata e a resposta foi: só depois da realização da eleição; 3 ) o candidato a presidente  da Chapa 2, Andriere H.M Rocha, sugere que procure a a relação dos candidatos da sua chapa na Comissão Eleitoral. 
Minchou, ái e póf.

A coisa pode pegar "fogo", isto é, virar um mar de denúncias e ações judiciais contra os possíveis e supostos desmandos da política comunitária da zona Sul de Natal. Primeiro, o candidato MarcusVinicius, da Chapa 3, vai propor impugnação da chapa 2 devido as supostas irregularidades e omissões na administração do CONACAN, desde a 1ª gestão de Victor Vale, quando exercia a função de tesoureiro, em 2010, isto é, porque  não prestaram contas até hoje. À boca pequena, se diz que o o presidente do CONACAN apresentou gastos, mas comprovantes, não.
Por isso, Marcius Vinicius, através do seu advogado, Tibério Luiz Cavalcanti Dias, vai propor a impugnação da chapa 2, Amo Candel, liderada por Andriere Rocha, conforme infrações cometidas no Estatuto Social do CONACAN, mormente o  seu Artigo 16.  (vejam abaixo).


O advogado Tibério Cavalcanti será consultado por Marcus Vinicius (centro) para propor a ação de impugnação da chapa 2.

DIZEM POR AÍ
Outro ponto de preocupações geradoras de confusões, em virtude de boatos e declarações confusas e outros quetais, é o candidato sem chapa, Júnior Bizunga, que todos pensavam que seria integrante da chapa de Marcius Vinicius e aderiu a chapa 01, dos "Filhos de Candelária", que, segundo os comentários, mudou de lado porque acreditou no boato do já ganhou. E também sopraram que o padre Júlio César não cacique para eleger a chapa 02 porque os católicos da sua paróquia são de outros bairros, na sua maioria. Portanto, a chapa 02 não tem votos. Nesse jogo de intrigas, Bizunga se queima e fica jogando como o "anti candidato". Em sinal de protesto...Estamos numa democracia, mas não é bom causar brigas e criar inimigos. Em política, não se briga nem se procura inimigos. E depois da campanha? Será que está pensando que vão lhe dar uma câmera nova, importada do Japão? Naine! Uma sugestão: que Bizunga saia em campo como eleitor da chapa 01 ou como o sem chapa.
Foto de uma reunião de um movimento em formação, o Reviver, no Clube de Mães de Candelária.